5.6.06

CEDOC na Agência AIDS

Durante essa semana todos poderão conhecer o CEDOC pelo site da Agência AIDS. A matéria conta um pouco sobre o projeto e convida todos a participarem dessa iniciativa!

SEGUE A NOTÍCIA:

MAIS ESPAÇO AOS JOVENS E ADOLESCENTES COM HIV/AIDS

Dar espaço e voz aos adolescentes que vivem com o vírus HIV é o objetivo do Centro de Documentação Sobre Adolescer Vivendo com o Vírus HIV. O CEDOC é uma das Ações do Projeto Tecer o Futuro do Centro Social Nossa Senhora do Bom Parto em parceira com o UNICEF.

Como é o dia a dia do tratamento, quais as dificuldades e soluções que encontram para lidar com os efeitos colaterais, para enfrentar o preconceito na escola, para ficar, namorar e ter sua primeira relação sexual etc. O CEDOC foi criado para que os adolescentes possam falar e pensar sobre isso.

Toda essa vivência e o conhecimento que ela implica são perdidos por que o discurso do jovem não é ouvido, ele é mediado pelo adulto que muitas vezes usa o adolescente para legitimar suas opiniões. O conhecimento vivencial dos adolescentes que nasceram com o vírus HIV ou que foram infectados ao longo de suas vidas é desconsiderado pela maior parte dos profissionais de saúde, pelos governantes e pela população em geral.

O estereótipo de que o adolescente é inconseqüente e difícil de lidar corrobora para que suas demandas sejam minimizadas e suas questões sobre tratamento e qualidade de vida sejam tratadas como secundárias.Justamente por isso que a possibilidade de espaço para as idéias é indissociável do protagonismo, ou se corre o risco delas ficarem ocultas e ouvirmos apenas os ecos da fala de profissionais de saúde e educação. Os integrantes do CEDOC estabeleceram metas e ações para o projeto e cada adolescente construiu um projeto de pesquisa e ação social.

Além do protagonismo, outro princípio fundamental do CEDOC é a inclusão. Dizem que a pessoa que tem o vírus HIV no corpo "vive com o vírus" e seus familiares e parceiros "convivem com o vírus". E os demais? Entendo que todos que são soronegativos ou não conhecem sua sorologia, mesmo sem ter parceiros ou familiares soropositivos, convivem com o vírus HIV. A Sociedade convive com o vírus HIV, independente da consciência que cada um tem disso. Trabalhar a inclusão não pode ser uma ação apenas externa, tem que ser a base de tudo. O CEDOC é formado por adolescentes soropositivos e soronegativos. Característica que ajuda muito o trabalho, já que o primeiro enfrentamento de organizar o conhecimento vivencial se dá dentro do dia a dia do próprio projeto. As trocas podem acontecer entre jovens com sorologia diferente ou igual, enriquecendo as reflexões do grupo.

Para alcançarmos esses objetivos contamos com internet, capacitação em informática, tecnologia da informação e uma bolsa auxílio para os adolescentes que três vezes por semana se dedicam a pensar e construir o Centro de Documentação sobre Adolescer Vivendo com o Vírus HIV.

5 comentários:

Clarisse Ribeiro disse...

Oi trabalho na área há 4 anos, cheguei aqui pela agência. Parabéns para o trabalho de vocês! Um beijo a todos os jovens que continuem nessa luta!

Anônimo disse...

esse trabalho é muito importante procipalmente para quem tem o virus

Anônimo disse...

hoje vi vcs no educaids! os depoimentos foram lindos! parabéns!

Anônimo disse...

Greets to the webmaster of this wonderful site! Keep up the good work. Thanks.
»

Anônimo disse...

I find some information here.