11.12.06

Começa que eu termino

No dia 17/10 participamos de uma oficina de arte com a Yili (artista plástica e educadora social), ela pediu que, cada um de nós, fizesse uma obra para a bienal do CEDOC. Eu tive um pouco de dificuldade, tinha várias idéias, mas não conseguia passar para o papel, fiquei com medo, achava que tudo que eu estava querendo fazer estava errado e não ia dar certo.



Fiquei pensando no que eu poderia fazer e depois de pensar muito cheguei a conclusão de que eu poderia fazer uma obra da qual todos pudessem participar, por isso resolvi colocar quadros em branco na entrada da bienal, para que todas as pessoas que chegassem, pudessem fazer alguma coisa no quadro e no fim teríamos, não somente a minha obra, mas sim a obra de todos. Eu cheguei nessa conclusão por causa do tema da bienal: Convivendo, pois assim as pessoas poderiam interagir com a obra e fazer isso em coletividade.

As crianças foram as que mais gostaram da minha obra, elas ficaram o tempo todo desenhando, pintando, fazendo o que queriam fazer.


Meu principal objetivo era mostrar para todos que com um pouquinho da ajuda de cada um, podemos fazer muita coisa. O resultado ficou maravilhoso, meu objetivo foi alcançado.


Todos nós podemos fazer arte contemporânea, esse foi um dos principais aprendizados que eu tive com a Yili, gostaria muito de agradecê-la.

Mayara Mota

3 comentários:

victor amatucci disse...

criativa... e divertida.,.. gostei da obra... e minha aluna mal humorada tb!!!

Mayara disse...

Que bom que vcs gostaram... Eu tive um pouco de dificuldade para fazê-la, mas no fim deu tudo certo!

Anônimo disse...

essa obra foi mt interecande pois foi a unica obra que envouvel as pessoas diretamente