24.10.07


Aconteceu nos dias 19, 20, e 21 de outubro de 2007 o II encontro de jovens vivendo com o vírus hiv em salvador/Bahia.
Neste evento aconteceram muitas coisas, conhecemos jovens novos, de outros lugares, gente nova. Pessoas de vários lugares do mundo, do Paraguai, do Uruguai teve até dos eua, pessoal muito legal mesmo. Além de aprendermos muitas coisas que ainda não sabíamos sobre o hiv e conversar mais sobre o assunto.Das oficinas que tiveram: rádio escuta soh: de sexualidade: ativismo e outras, com ótimos profissionais como Beth franco, Ana Teresa, Roseli tardeli, silvinha e etc. Falando do lugar muito bom, além de ficarmos hospedados em um hotel maravilhoso de vista para o mar e com uma piscina show de bola.E quando saíamos para jantar cada lugar, com cada comida de dar água na boca.

6 comentários:

Ana T disse...

Meu quarto tinha janela para o outro lado, mas o seu devia ser a coisa mais linda do mundo camila!!! bjs

Thiago Victor - BH disse...

�timo encontro! Tomara que tenha sido uma inje�o de �nimo e motiva�o para muitas pessoas!

Obs: Quanto a enquete, acho que poderia ter a op�o:

"Sim. Por�m com supervis�o e aux�lio dos adultos."

Pois acho que n�o sabemos o bastante ainda para andarmos com as nossas pr�prias pernas por determinados caminhos. Ainda necessitamos de apoio, o que n�o impede nossa autonomia em diversos outros campos da pol�tica. Um aspecto que necessitamos de aux�lio ainda � a burocracia e planejamento. N�s ainda temos muito a aprender!

Bom, minha opini�o.

Abra�os!

Thiago Victor disse...

Me perdoem, mas a sugestão que eu dei é a mesma coisa que a segunda opção existente na enquete.

Desculpa! É o sono!

Abraços

Ana T disse...

KKKKKKKKKK traquilo, mas problematizo perguntando: será que os adultos sabem realmente isso? Penso que a maioria dos adultos também precisa da mesmo orientação que os jovens para constituirem organizações. E nesse sentido o que falta é uma "incubadora" de organizações, projetos de capacitação de atores de transformação social.

thiago Victor - bh disse...

De fato não podemos generalizar nada! E concordo, criar um ambiente de preparação para jovens, adultos, idosos e, se possível, para fetos!

Ana T disse...

para fetos foi a melhor rs imagine uma organização de fetos rs certamente lutariam contra o aborto rs