2.10.08


III Encontro Nacional de jovens vivendo com HIV/AIDS
Depois de ter sua realização no Rio de Janeiro e em Salvador o Encontro Nacional de Jovens Vivendo com HIV/Aids chega a sua terceira edição, desta vez sendo realizado na capital Mineira – Belo Horizonte. O evento aconteceu entre os dias 25 e 28 de setembro, no Hotel Fazenda Tauá.
Este evento teve o diferencial de ter sido pensado e organizado pelos jovens. No primeiro dia passamos grande parte do nosso tempo conhecendo o hotel, que era muito bom, os participantes em seus momentos de descontração puderam desfrutar de piscinas com toboágua e outras aquecidas, hidromassagem, sauna, quadras poli esportivas, sala de jogos (sinuca, pebolim, tênis de mesa, etc.), passeios ecológicos, sem esquecer que a galera era bem animada.

Havia representações de diferentes movimentos, além da participação de pessoas do Uruguai e de São Tomé e Príncipe, o que é legal para que possamos fazer comparativos de como anda a AIDS no nosso país e fora, até houve a sugestão de intercâmbio dos jovens com outros países.

Como tudo na vida também houve pontos negativos no evento, como falta de comprometimento, principalmente de alguns organizadores, e outras situações exclusivas, no ultimo dia houve a seguinte fala após uma mesa: “Os adultos que quiserem participar do grupo no yahoo não poderão participar, e os que já estão terão que sair, para continuar no grupo tem que ser jovem e soro positivo”, este grupo é um espaço de troca da rede, os membros temem que chegue um momento que haja mais adultos e soro negativos do que jovens soro positivos, mas não acredito que isto seja motivo de provocar exclusão. Mas de baixo desta ponte ainda passará muita água.

Ponto forte que posso destacar deste III Encontro foi a união dos membros, no hotel vi isso, sentia amor entre as pessoas, amor de irmão, amor de amigo, achava que aquilo só ficaria ali, mas na volta para São Paulo houve uma prova de fogo, perdemos o ônibus que viajaríamos, com hora marcada para as 14:00 hs, e só pudemos sair de BH as 18:30, mesmo em uma situação delicada como aquela, nos mantemos unidos, conversamos e demos muita risada até chegarmos em São Paulo, fiemos muitas novas amizades também.

O evento foi positivo e acredito que trouxe um crescimento coletivo, vejo cada vez mais importância na participação das pessoas que defendem a causa em eventos como o da rede, que já é algo respeitado. Um ótimo local de troca para o fortalecimento do trabalho de cada um.

Rafael Biazão

3 comentários:

Rita de Cássia disse...

fazia muito tempo que não entrava no blog do trabalho de vocês e fiquei muito alegre em ver tantas novidades. Vocês estão de parabéns!
Quando teremos mais eventos abertos a convidados?

Rafael disse...

Olá Rita, então pretendemos este ano promover o segundo encontro HIV e protagonismo

Quando tivermos informações como data de realização (rsrs)postaremos aqui no blog.

Muito obrigado por acompanhar nosso serviço.

Atenciosamente,

Rafael Biazão

Anônimo disse...

Nossa muiiiito bom!